Recapagem de pneu: saiba como funciona

Recapagem de pneu saiba se vale a pena

Falar em reforma na maioria das vezes, é sinônimo de economia e aquisição de alguns benefícios. No entanto quando falamos sobre recapagem de pneu é preciso atenção redobrada para alguns pontos específicos.

Os motoristas e responsáveis por veículos podendo ser principalmente, frotas de caminhões com o objetivo de economizar e continuar utilizando o pneu para rodar com seu veículo buscam na reforma de pneus uma saída para a troca dos pneus com segurança e economia.

Mas será que é permitido realizar essa prática? Ou ainda, será que é seguro realizar a recapagem, ao invés de buscar a troca por pneus novos?

Essas e outras dúvidas serão esclarecidas nesse artigo, para te ajudar a tomar as melhores decisões visando a sua segurança e também, do seu veículo.  

O que é recapagem de pneu

carro grande na oficina

A recapagem de pneu é um processo que possuem várias e diferentes etapas, para que um pneu não precise ser descartado no meio ambiente e ao final de todo o processo, possa ser novamente utilizado no veículo.

Essa reforma de pneu pode ser realizada de diferentes formas podendo ser, por exemplo, nas modalidades fria ou quente.

Quando a recapagem é realizada a frio, é geralmente utilizado um pneu pré-moldado e que já possui os desenhos dos sulcos do pneu. Para colar a nova banda de rodagens é preciso fundir a carcaça em cerca de 110°C.

Já para a modalidade conhecida como camelback o processo é realizado a elevadas temperaturas, podendo formar novo desenhos na banda de rodagem, sendo realizado à 150°C.

Existem benefícios para a recapagem de pneu?

Como falamos no início desse artigo, é possível obter excelente economia quando falamos sobre reforma. E para os casos de reforma de pneu é possível economizar de 50% a 60% do valor que seria investido em pneus novos.  

A partir dessa opção de economia, não é apenas o motorista que consegue alcançar excelentes benefícios, mas também, proporciona maior qualidade para o meio ambiente.

Uma vez que será realizada a recapagem de pneu, por exemplo, o material não será facilmente descartado pois continuará a ser utilizado e assim, os pneus não serão depositados no meio ambiente.

De acordo com informações indicadas, sabemos que a cada pneu que é recuperado e não descartado, equivale a aproximadamente 57 litros de petróleo, sendo possível economizar até 80% de energia elétrica.

Outro benefício que é possível conquistar, é o tempo de vida útil do pneu. De acordo com especialistas desse segmento, se o motorista realizar todos os cuidados necessários, tanto com o carro como com o pneu, incluindo o balanceamento, o pneu reformado poderá ter o mesmo tempo de vida útil de um pneu novo.

Conheça as diferentes modalidades de reforma de pneu

Vamos apresentar agora quais são as principais modalidades de reforma de pneu, de acordo com a Norma NBR NM224:2003 que são regulamentados no Brasil, para você conhecer e entender as diferenças.

Recauchutagem

Na primeira modalidade temos a reforma de pneu, a partir a substituição da banda de rodagem e também, dos ombros.

Recapagem

Processo no qual o pneu será reformado, substituindo a banda de rodagem.

Remoldagem

Esta última opção apresenta a substituição da banda de rodagem, como nos itens anteriores além dos ombros e toda a superfície dos flancos do pneu.  

Dependendo do processo selecionado, é possível optar pela realização a quente ou a frio, de modo que cada uma dessas opções seja capaz trazer processos, benefícios e resultados diferenciados.

Para que cada um desses processos seja realizado, de modo correto e adequado é necessário que um profissional especialista no manuseio e reforma de pneus, como uma oficina auto center, realize uma avaliação nesse item, para indicar qual a melhor opção para a reforma, de modo que todo o processo seja realizado de forma segura, para todos os envolvidos.